Dicas e curiosidades sobre a vida em Malta

"Voce nao sabe o quanto eu caminhei, pra chegar ate aqui..."

By 17:42 , ,



A pedido da querida Goreth que tambem tem blog e mora fora, vou escrever como vim parar aqui, acho que muita gente fica se perguntando neh?!?

Quando eu comecei o blog, eu escrevi toda a minha tragetoria ate chegar ao intercambio, mas num ataque de TPM fulminante eu deletei meu post antigo e me arrependo ate hoje =(

Entao hoje vou escrever bem breve como vim parar em Malta...De repente quando tudo estava na 'mesmisse' eis que da a louca e resolvo fazer um intercambio e em 3 meses ja estava com passaporte na mao, curso e passagem rumo a Dublin para um curso de apenas 6 meses.

Em menos de 6 meses conheci a pessoa que mudaria minha vida para sempre e que me deu o maior presente de todos os tempos. Minha Bella nao nasceu na Irlanda, mas foi gerada la e aos 6 meses de gestacao resolvemos que ela seria brasileirinha e fomos ao Brasil tentar viver por la...nao deu certo, meu marido e maltes e nao se acostumou com a bagunca que sao as coisas no Brasil e voltamos para Europa.

E nossa escolha dessa vez, foi o pais de origem do marido que e Malta e eu estou aqui tentando me acostumar com a vida maltesa. Nao e dificil por conta das belas paisagens que vemos diariamente e da brisa do mar para acalmar qualquer ser =)

Mas nem tudo sao flores, as vezes da vontade e de sair correndo para o colo da mamae e nao voltar mais, nao pela a minha familia linda que eu construir e ainda estou construindo pois isso leva a vida inteira, mas pela saudade e pela diferenca gritante em relacao ao afeto, carinho, coisa rara por aqui.

Nao costumo ver carinho entre pais e filhos, aquele calor humano, calor mesmo so durante o verao! E isso faz com que muitas vezes bata uma saudade imensa da minha familia melosa carinhosa que tudo era motivo de festa e todos os dias e dia de dizer eu te amo e que apesar das diferencas que temos nunca deixamos que nada mude o carinho e admiracao.

A vida em Malta e agitada, a ilha e pequena porem, coisas para fazer e oq nao faltam, sao bares, restaurantes, praias, clubes e festivais que acontecem durante todo o verao.

O que eu vejo de contra em viver aqui e que a igreja tem ou tenta ter um poder imenso sobre as pessoas e isso as vezes nao e bom, deixando muitos fieis inibidos com suas opinioes com medo do pecado.

O problema da imigracao ilegal tambem tem afetado muito, pois semanalmente chegam inumeros barcos com pessoas em condicoes precarias, tentando fugir dos paises em combate ou da miseria e acabam tendo somente Malta como a porta de entrada para Europa, o que muitas vezes nao e uma porta de entrada e sim um muro e eles acabam que ficando aqui e nao tem para onde irem, sem emprego e em condicoes pessimas, pois a Ilha como ja disse e muito pequena e se continuar chegando mais e mais imigrantes a situacao vai ficar dificil para todos.

Nao que eu so vejo contras em viver em Malta, mas ainda nao me acostumei a viver aqui, apesar de amar esse lugar, mas sempre que me pego pensando em viver em Malta eu penso que estou em ferias, acho que a beleza paradisiaca e minha profissao mae, me deixam com esse pensamento!

O que eu gosto aqui em Malta e que as coisas sao rapidas e menos burocraticas e nem por isso e uma bagunca, por exemplo, precisei prolongar meu visto de turista pois meu casamento acontecera 15 dias depois que meu visto vencer e para isso nao solicitaram papeis impossiveis como fizeram no Brasil para prolongarmos o visto do marido. Os hospitais aqui sao otimos e sao de graca e voce nao ve ninguem deitado no chao por falta de espaco.

Quanto tempo vou ficar em Malta ainda nao sei, pode ser para sempre ou nao. Quem sabe?

Mas por enquanto a unica coisa que faria eu um dia pensar em voltar ao Brasil e a saudade da minha familia, ja que infelizmente com os ultimos acontecimentos vergonhosos a vontade de voltar a morar por la e de criar um filho com uma educacao digna se torna cada vez menores.

Leia também:

4 comments

  1. Dani,
    Já tinha lido esse post, mas com a correria não consegui comentar. Adorei saber como que você foi parar em Malta. Que rapidez, muita aventura e a união de uma família. Como é bom!
    Também tenho muitos momentos de saudades e vontade de jogar tudo para o alto e voltar para o Brasil. Porém, agora já avalio tantos aspectos positivos de viver na Alemanha. E o que me dá mais força é saber que tenho meus filhos e meu marido bem pertinho de mim.
    Assim vamos caminhando. Não é mesmo?
    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Eh vdd, ainda estou em fase de adaptacao, acho que com o tempo a gente aprende a lidar mais com a saudade neh...rs

    Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Oi Dany, entendo mto bem tudo que vc disse. Apesar que eu ja me acostumei aqui na Inglaterra (tirando o frio assustador que esta chegando). Qdo estive no Brasil para tirar meu visto de esposa (eu tive q voltar la so pra fazer isso) demorei 3 meses para reunir a documentacao por causa da burocracia brasileira pra tudo, um stress, fiquei tao magoada que vc nao imagina. Meu marido que tinha o sonho de morar no Brasil depois disso tb mudou de ideia. Enfim... gracas a deus esta tudo resolvido. Beijos =*

    ResponderExcluir
  4. Desanima msm, mas no final tudo da certo e so termos bastante paciencia...rs
    Bjkas

    ResponderExcluir